quinta-feira, 9 de fevereiro de 2006

inéditos em Brasília

"Djomeh", do iraniano Hassan Yektapanah

De 14 de fevereiro a 5 de março, a sala de cinema do Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília, recebe 15 longas-metragens que ainda não chegaram ao circuito comercial da cidade. É a terceira edição da mostra Inéditos em Brasília, que traz recentes e premiadas produções, assinadas por grandes nomes da cinematografia da França, Argentina, Irã, Noruega, Estados Unidos, Inglaterra, China, Portugal, Espanha, Itália e Argélia.

Sempre sob a curadoria do pesquisador João Juarez Guimarães, o público de Brasília terá a oportunidade de assistir a verdadeiras obras-primas da cinema mundial. Destaque especial neste terceiro ano são os dois títulos da controversa diretora francesa Catherine Breillat, "Uma adolescente de verdade" (Une vaie jeune fille), 1976, e "Para minha irmã"(À ma soeur!), 2001. A cineasta é conhecida pela forma pouco ortodoxa de lidar com a sexualidade feminina.
Destacam-se também dois filmes do norueguês Bent Hame: sua estréia na ficção "Ovos" (Eggs), de 1995, e o recente "Histórias de cozinha" (Salmer fra kjøkkenet), de 2003, escolhido pelo júri como melhor filme da Mostra de São Paulo em 2005 e o melhor da Quinzena de Realizadores do Festival de Cannes, 2003.

Outros títulos consagrados internacionalmente são: "Bolívia" (Bolivia), do argentino Israel Adrián Caetano, que trata da vida de um imigrante em Buenos Aires e que conquistou a crítica internacional do Festival de Londres; "Como matei meu pai" (Comment j'ai tué mon père), 2001, assinado por Anne Fontainne, uma realizadora que aos poucos vem construindo uma sólida carreira no cinema francês, e rendeu a Michel Bouquet o Prêmio Cesar de Melhor Ator; o iraniano "Djomeh" (Djomeh), 2000, de Hassan Yektapanh, sobre uma história de amor entre um afegão e uma iraniana, prêmio Câmera de Ouro do Festival de Cannes; o norte-americano "A mão do desejo" (Spanking the Monkey), 1994, de David O. Russel, escolhido o melhor pelo público do badalado Festival Sundance; o inglês "Neste mundo"(In this world), 2002, de Michael Winterbottom, vencedor do Urso de Ouro do Festival de Berlim, entre vários outros grandes filmes premiados.

Nenhum comentário: