sexta-feira, 29 de maio de 2015

a outra face de Brando

O ator Marlon Brando no alto do comando do único filme como diretor, A face oculta (One-Eyed Jacks), 1961.

Apesar de inexperiente na função, Brando recebeu elogios pelo estilo inovador no gênero werstern, com planos longos e ritmo lento, incomuns cenários à beira-mar, ângulos coreográficos em cenas de duelo.

Mas a inabilidade no ator, que se dividiu no papel principal, deu prejuízo à produtora, rodando muito mais do que deveria. Faltou à Marlon Brando a destreza de Stanley Kubrick, a quem substituiu no início do projeto.

Nenhum comentário: