terça-feira, 6 de dezembro de 2016

na vertigem do dia

"A poesia é um momento em que sou obrigado a pensar. Por mim eu não pensaria em nada. É como um poema em que escrevi. 'Ah, ser somente o presente: esta manhã, esta sala.'"
- Ferreira Gullar em entrevista à revista Piauí, janeiro de 2007.
O verso que ele cita é do poema "Extravio", publicado no livro "Muitas vozes", 1999.
O título da postagem é uma menção ao livro publicado em 1980.
A poesia na transversal do tempo, no emaranhado de pensamentos.

Nenhum comentário: