domingo, 18 de dezembro de 2016

manhã de domingo

Manhã de domingo sob chuva em Fortaleza.
"Ouço o meu nome. Volto-me. Chamaram-me? me chamei? Ou o tempo me chamou?"
Chamou-me este verso de Jorge de Lima, onde o tempo chama o presente.
Chamou-me esta foto de Maria Novais, onde a beleza é presente.

Nenhum comentário: