segunda-feira, 13 de junho de 2016

somewhere over the rainbow



Quando o cantor havaiano Israel Kamakawiwo'ole, conhecido como IZ, faleceu em 1997, uma grande comoção envolveu os habitantes do arquipélago. Com sete discos gravados, sempre manteve-se na luta pela independência do Havaí, não admitia que sua terra fosse apenas mais um grupo de ilhas dos EUA.
E foi justamente com a versão de dois clássicos do cancioneiro norte-americano que IZ ganhou projeção internacional: Over the Rainbow, da década de 30, e What a Wonderful World, anos 60, imortalizados pelas vozes de Judy Garland e Louis Armstrong, respectivamente.
Com sua interpretação doce, ao som apenas do pequeno instrumento ukelelê, IZ uniu as duas músicas, numa mixagem natural tornando uma só canção. Foi trilha de filmes e comerciais no começo da década de 90.
O cantor teve um funeral digno de personalidade. Os nativos em barcos coloridos pelas águas do Pacífico, jogaram suas cinzas em um ritual de cantos, silêncio e saudade.
IZ tinha 37 anos, não resistiu aos problemas respiratórios causados pela obesidade mórbida.
Sua voz continua, em algum lugar além do arco-íris.

Nenhum comentário: