domingo, 19 de junho de 2016

nosso cinema de cada dia

Hoje, quando se comemora o Dia do Cinema Brasileiro, lembro do crítico e historiador Jean-Claude Bernardet, que em seu livro "Cinema brasileiro, propostas para uma história", 1978, diz que "não é possível entender qualquer coisa que seja do cinema nacional, se não se tiver em mente a presença maciça e agressiva, no mercado interno, do filme estrangeiro."

E foi o italiano Afonso Segreto, o primeiro cinegrafista e diretor do país. Naquele 19 de junho de 1898, ele registrou as primeiras imagens em movimento do território brasileiro: a entrada da baía de Guanabara, a bordo do navio (francês!) Brésil.

Nenhum comentário: