sábado, 4 de junho de 2016

impávido como Muhammad Ali

“Eu não tenho nada contra os Vietcongs”, disse Muhammad Ali ao se recusar lutar na Guerra do Vietnã, no dia 28 de abril de 1967.
Aos 25 anos e já um pugilista consagrado, Ali foi condenado a cinco anos de prisão, multado em 10 mil dólares, e banido do boxe por três anos.
Muhammad Ali foi também um lutador contra o racismo. Sempre que insistiam por que não foi à guerra, ele dizia que “nenhum vietcongue me chamou de crioulo, por que eu lutaria contra ele?"
Muhammad perdeu hoje uma luta, aos 74 anos.
Mas grandes homens deixam grandes legados.

Nenhum comentário: