sexta-feira, 10 de maio de 2019

chocolate na mesa

Como água para chocolate é uma expressão típica do México, onde se prepara o chocolate quente dissolvendo-se a barra caseira em água, em vez de leite. Para que o chocolate derreta é preciso que a água esteja fervendo. Então, se a pessoa está “como água para fazer chocolate” significa que está fervendo de raiva ou de outra emoção.
A expressão é titulo do livro de Laura Esquivel, escritora, roteirista e deputada pelo partido Movimiento de Regeneración Nacional - Morena. Publicado em 1989, o romance é ambientado no norte do México, no início do século passado, com o país à beira de uma revolução. O cineasta Alfonso Arau, marido da escritora, adaptou para as telas em 1993.
A história narra a trajetória Tita de la Garza, sua vida cheia emoções, raiva, indignação, durante a Revolução Zapatista em um rancho próximo da fronteira com os Estados Unidos.
Num salto no tempo, e numa livre analogia, imagino Tita fervendo de raiva diante a matemática do Ministro da Educação do desgoverno atual, confundindo 3% com 30% numa 'parábola' cretina de barrinhas de chocolate com verba desviada da Educação. Um pesadelo "kaftiano".

Nenhum comentário: