domingo, 1 de maio de 2016

1º de maio

"Eu sou uma máquina, eu sou uma roldana, eu sou uma rosca, eu sou um parafuso, eu sou uma correia de transmissão, eu sou uma bomba, aliás, a bomba está estragada, não funciona mais, e agora não pode mais ser reparada.”


Fala do personagem Lulu Massa, magnificamente interpretado por Gian Maria Volonté, em A classe operária vai ao paraíso (La classe operaia va in paradiso), de Elio Petri, 1971.

Nenhum comentário: