sexta-feira, 13 de maio de 2016

a voz do Brasil

Em uma festa de réveillon nos anos 50, na casa do diretor da Rádio Nacional, vários convidados fizeram fila para cumprimentar Getúlio Vargas.
Ao aproximar-se uma jovem cantora em início de carreira, o Presidente apertando-lhe a mão disse: "menina, você tem a voz doce e a cor do sapoti".
A partir dessa data, Angela Maria, que hoje completa 88 anos, ficou conhecida como "A Sapoti", uma fruta tão doce quanto a voz da cantora, que em primeiro momento ela entendeu como "jabuti" e não gostou.
Episódios como esse estão na ótima biografia Angela Maria: A Eterna Cantora do Brasil, do jornalista e pesquisador Rodrigo Faour, lançada ano passado.
Com um texto preciso e elegante, o livro narra a trajetória da artista, revelando momentos difíceis como a decaída e pobreza nos anos 60, quando teve todo seu patrimônio financeiro usurpado pelos empresários, maridos, namorados, falsos amigos.

Nenhum comentário: