segunda-feira, 16 de maio de 2016

Cauby, Cauby

"Eu mesmo fui uma Conceição. Era um sujeito pobre e me fizeram famoso, mas, ao contrário da letra, eu não me arrependi"
Cauby Peixoto disse uma vez em entrevista, sobre o seu mais emblemático sucesso, o samba-canção Conceição, de Jair Amorim e Dunga, lançado em 1956, em vinilzão de 78rpm, pela então Continental.

O grande Cauby, que se foi no final da noite de ontem, aos 85 anos, dizia também que na época em que as fãs lhe rasgavam nos palcos ele era o “Elvis do Brasil”.
Entre Conceição e Elvis, será sempre o nosso querido Cauby do Brasil.
O cantor em foto da década de 50.

Nenhum comentário: