quinta-feira, 26 de maio de 2016

o Conde da Transilvãnia

Em 26 de maio de 1897 o escritor, poeta e contista irlandês Bram Stocker publica o romance gótico Drácula, considerada sua maior obra.
Sem dúvida, o livro é a quinta essência da literatura sobre vampiros, que reverberou na moderna ficção sobre o tema.
O personagem foi inspirado em seres bem antes do que se supõe lobisomens e outros demônios lendários.
O vampiro é uma figura de tal modo dominante no gênero de terror, que a historiadora literária Susan Sellers coloca o morto-vivo como personificação do medo do patriarcado vitoriano, o pavor existente nos pesadelos humanos, o mais fiel representante do que se define como parasita, sanguessuga, aproveitador. TEMERoso.

Nenhum comentário: