segunda-feira, 4 de julho de 2016

encontro com o cinema

Um menino de oito anos de idade pega por engano o caderno de seu colega na escola. Mesmo que tenha que desobedecer a sua mãe, sai à procura do amigo pelo emaranhado de ruas do vilarejo distante, pois pode ser expulso se não levasse o dever de casa no dia seguinte.

Com esse enredo simples, o cineasta iraniano Abbas Kiorastami compõe um dos mais belos exemplares da cinematografia mundial, Onde fica a casa do meu amigo? (Khane-ye doust kodjast?), 1987.

Recursos de atores não profissionais, locações reais e falado na língua nativa farsi, delineiam ao filme uma concepção neorrealista.

Kiarostami, que faleceu hoje aos 76 anos, aborda e disseca com sutileza sentimentos profundos como lealdade e amizade.

Um filme como uma perfeita paráfrase do Cinema.

Nenhum comentário: