quinta-feira, 14 de abril de 2016

o olhar do instante

O fotógrafo francês Robert Doisneau, que hoje faria 104 anos, dizia que as maravilhas da vida cotidiana são tão emocionantes, com relação à beleza do momento, que nenhum cineasta poderia organizar o inesperado que se encontra na rua.
Doisneau ficou conhecido pela modéstia, e sua obra marcada pelas imagens simples e irônicas, misturando as classes sociais das ruas e cafés de Paris. Claro, Cartier-Bresson foi sua grande influência.
A foto acima, de 1953, é de uma série que ele fez captando a reação das pessoas diante o quadro de uma mulher nua.

Nenhum comentário: