quinta-feira, 28 de abril de 2016

o deserto de cada um

Michelangelo Antonioni e Monica Vitti no set de filmagem de O deserto vermelho (Il Deserto Rosso), 1964.
Foi o primeiro filme colorido do cineasta. Para ele, o advento tecnológico no cinema não poderia ser incorporado ao seu trabalho simplesmente pela novidade. As cores deveriam organicamente fazer parte da essência do filme, um elemento narrativo, anímico.
A concepção conceitual do diretor de fotografia Carlo Di Palma expressa muito bem a tese e decisão de Antonioni. Filme denso e expressivo, o sangue da angústia e deserto da solidão dos personagens estão em cada gesto, cada olhar, cada fotograma.
Foi também o último trabalho do diretor com sua musa Monica Vitti.

Nenhum comentário: