terça-feira, 11 de julho de 2017

bólides encapuçados, caminham lentos, não têm o que mirar *

Abaixo a escultura-instalação Parade for Peace, do artista tunisiano Bel Haj Taib, exposta na Bienal Dak’Art de Arte Contemporânea Africana, em Dakar, Senegal, 2006.

A peça multifacetada, composta por vários capacetes sobre troncos esculpidos, formando tartarugas, num contraditório e simbólico desfile militar esperançoso de paz. 

* verso da canção Atrás do balcão, de Zé Ramalho, gravada no disco A terceira lâmina, 1981.

Nenhum comentário: