terça-feira, 11 de julho de 2017

a voz de Orfeu

Agostinho dos Santos, com seu canto veludoso, é referência inevitável em canções como Felicidade, Balada triste, Estrada do sol, e entre tantos clássicos, Manhã de carnaval, composição de Luis Bonfá e Antonio Maria, que teve repercussão internacional a partir da trilha de Orfeu de Carnaval, filme ítalo-franco-brasileiro, dirigido por Marcel Camus, em 1959, baseado na peça de Vinicius de Moares.
O cantor teve projeção principalmente nos Estados Unidos, por toda década de 70, tornando-se praticamente um dos interpretes da Bossa Nova em discos e shows, como o de Carnegie Hall, Nova Iorque, em 1962, junto com Orquestra de Oscar Castro Neves.
Agostinho se foi no auge da carreira, precocemente aos 42 anos, em desastre aéreo nas imediações do Aeroporto de Orly, em 11 de julho de 1973.

Nenhum comentário: