segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

poesia bela

Alta Tensão

eu gosto dos venenos mais lentos
dos cafés mais amargos
das bebidas mais fortes
e tenho
apetites vorazes
uns rapazes
que vejo
passar
eu sonho
os delírios mais soltos
e os gestos mais loucos
que há
e sinto
uns desejos vulgares
navegar por uns mares
de lá
você pode me empurrar pro precipício
não me importo com isso
eu adoro voar.

Este belíssimo poema é de Bruna Lombardi, página 36, no seu terceiro livro, O perigo do Dragão, lançado em 1984, pela Editora Record. Não é de Clarice Lispector,como está sendo creditado por equivocados no Facebook. Mesmo com a poética do seu texto, Clarice escreveu romances, contos, ensaios, nunca poemas.

Bruna tem quatro livros de poesia e dois de romance. Sua poesia é tão bela quanto ela.

Nenhum comentário: