sábado, 28 de janeiro de 2006

relações humanas em campo minado

"Free Zone", de Amos Gitaï

Como ficam as relações humanas diante do conflito Israel-Palestina? No próximo dia 31 de janeiro, às 21h30, a Reserva Cultural (av. Paulista, 900, São Paulo), promove um debate logo após a sessão do filme "Free Zone", de Amos Gitaï. Trata-se de uma discussão, aberta ao público, com a participação do historiador e ativista de movimentos de paz e direitos humanos, Celso Garbarz, do crítico de cinema Christian Petermann, e de Cláudia Costin, vice-presidente da Fundação Victor Civita e ex-secretária Estadual de Cultura de São Paulo. A mediação ficará por conta da cineasta Rachel Monteiro.

A proposta da Reserva Cultural seguindo a narrativa do israelense Gitaï, é discutir as relações humanas diante do conflito na Palestina e ao mesmo tempo as mudanças que estão ocorrendo na região. Nessa obra cinematográfica a questão é abordada pelo ponto de vista das mulheres, que vivem nessas zonas de conflito. "Free Zone", filme premiado em Cannes, estreou em São Paulo no último dia 20.

Este é o segundo debate realizado pela Reserva Cultural, que pretende promover periodicamente esses eventos, proporcionando ao público além de uma seleção criteriosa de filmes, a oportunidade de refletir sobre as obras apresentadas e sobre a realidade. “Os estudos sobre cinema e história vem se multiplicando, e a nossa intenção é dar a oportunidade ao público de interagir e trocar idéias a respeito de obras importantes da sétima arte”, explica o proprietário da Reserva Cultural, Jean-Thomas Bernardini.

2 comentários:

maisa disse...

Agora tem um link pra cá, lá no 3 Amigos. Estou voltando aos poucos :)

Emerson disse...

Grande Nirton,

Interessante iniciativa. Estou aqui do outro lado do Globo e também por aqui perdura um conflito parecido.
Enorme abraço desta distante Seul.