sábado, 29 de agosto de 2015

ela dançando à beira do vulcão

Na Itália pós-Segunda Guerra uma jovem lituana casa-se com um rude pescador, que a leva para viver na sua ilha natal aos pés de um vulcão, Stromboli. E esse é o título do filme, acrescido de Terra di Dio, dirigido por Roberto Rossellini, em 1949, um dos melhores exemplares do cinema neorrealista. A fotografia crua, os enquadramentos simétricos, a beleza nórdica de Ingrid Bergman sob o sol insular.

A atriz, que casou-se com o gentil Rossellini logo após as filmagens, faleceu no dia do seu aniversário, 29 de agosto de 82. 

O músico brasileiro Alvin L., em homenagem ao cerne poético que o filme e a personagem exprimem, compôs a bela canção Stromboli, que Marina Lima gravou em 93: "e ela dançando à beira do abismo, e ela dançando à beira do vulcão..."

Nenhum comentário: