segunda-feira, 15 de outubro de 2018

o carinho do mestre

Um jovem engenheiro desempregado dá aulas para sobreviver, em uma escola num bairro operário em Londres.
O professor é negro. Os alunos, a maioria brancos, e muitos deles indisciplinados, decididos a atrapalharem as aulas. Acostumado com hostilidades, o professor segura firme e não se amedronta.
Produzido em 1967, Ao mestre, com carinho (To Sir, with love), dirigido por James Clavell, tornou-se um clássico como filme ao tratar de questões sociais e raciais, concebendo o confronto de um professor idealista com uma turma de adolescentes socialmente desajustados.
Na África do Sul, uma tal de Publications Control Board, proibiu o filme, alegando à época que era "ofensivo ver um homem negro ensinando uma classe de crianças brancas"
O carisma e a interpretação perfeita do ator Sidney Poitier foram determinantes para estabelecer uma empatia com o público.
Ah, parabéns, professor #Haddad13

Nenhum comentário: