sábado, 27 de outubro de 2018

alguma coisa acontece...

Apesar da patente, a rua General Jardim, no centro da capital paulista, é conhecida como rua dos arquitetos, pela concentração de escritórios, de espaço de designers e artistas plásticos. Uma certa boemia resiste, como uma microversão tropical dos cafés parisienses, onde intelectuais criaram revoluções sociais e artísticas na virada do século 20.
A via começa quase na praça da República, passa por debaixo do Minhocão e chega até a quatrocentona Higienópolis. É fácil encontrar, ao final do expediente de trabalho, rodas de chorinho tocando Pixinguinha e Jacob do Bandolim.
Nesses dias de manifestação eleitoral, filhos de um artista plástico recentemente falecido, e frequentador do local, fizeram uma intervenção numa faixa de pedestres num cruzamento da rua.
Os carros passam. EleNão.

Nenhum comentário: