quarta-feira, 31 de outubro de 2018

colo de resistência

foto © João Machado
No aniversário hoje de 116 anos de nascimento de Carlos Drummond de Andrade, e diante o tempo em que vivemos e a ameaça do que virá, ouso uma colagem de versos de dois poemas, Consolo na praia e Poema da necessidade, respectivamente publicados nos livros Rosa do Povo, 1945, e O Sentimento do Mundo, 1940.
Vamos, não chores.
À sombra do mundo errado
murmuraste um protesto tímido.
Mas virão outros.

É preciso viver com os homens, 
é preciso não assassiná-los.

Algumas palavras duras,
em voz mansa, te golpearam.

Mas a vida não se perdeu.
Mas o coração continua.
É preciso salvar o país, 
é preciso crer em Deus.

Nenhum comentário: