terça-feira, 25 de outubro de 2016

palavra de amor

Julio Cortázar, em Papeles inesperados.

Esse belíssimo livro póstumo são manuscritos inéditos, escritos entre 1930 e 1980 e descobertos no final de 2006.

Nenhum comentário: