terça-feira, 22 de setembro de 2015

na areia do cinema

 foto de 1937
 
Fausto Nilo eternizou em Dorothy Lamour o ardor com que adorou a atriz americana, ali no drama da primeira fila.

Letra musicada por Petrúcio Maia, com ótima interpretação de Ednardo, no disco Romance do Pavão Mysterioso, 1974, a canção é um louvor ao fascínio que as deusas nos davam na areia do cinema.

Dorothy Lamour, que faleceu em 1996, foi uma das maiores divas. De uma sensualidade elegante nas telas, vestia-se em roupas ousadas para os padrões da época, despertando fantasias de um mundo blue nos adolescentes, como em nosso poeta Fausto.

Nenhum comentário: