terça-feira, 21 de agosto de 2007

o rio que corre

foto Rubens Venancio

Um filme não é um rio que corre com regularidade. Pode haver quedas, cascatas, correntezas.

Palavras do mestre Jean-Claude Carrière, roteirista francês, autor de várias obras-primas dirigidas por Buñuel, Louis Malle, Jacques Deray, Volker Scholöndorf, Peter Brook, Andrejz Wajda, Marco Ferreri, Godard...

Na ilha de edição do documentário "Dim", reflito sobre o rio de imagens na minha frente, que não corre mesmo com regularidade. E o segredo está no ritmo que se cria, na alternância entre essas quedas, cascatas, correntezas...

Um comentário:

livre disse...

Adorei a foto deste Post....A sombra parece um casal....e não deixa de ser...o homem e sua camera...seu blog chegou por recomendação de uma amiga..Adorei...grande abraço, belo trabalho !!