quinta-feira, 8 de junho de 2017

o ratinho implacável


Nos anos de chumbo da ditadura militar no Brasil, o jornalista e escritor Ivan Lessa sugeriu ao cartunista Jaguar o ratinho Sig. Seria uma analogia ao criador da psicanálise, um espécie de roedor neurótico, atormentado por paixões de belas mulheres. Uma versão enviesada e debochada do Mickey, digamos.

Lessa dizia que baseou sua criação na máxima irônica de que se "Deus criou o sexo, Freud criara a sacanagem". Os autores escreviam no Pasquim, o tabloide que não dava sossego aos generais de plantão e à sociedade babaca conservadora que apoiava o governo golpista.

Sig em suas tirinhas e tiradas ácidas e precisas foi sucesso absoluto, e logo virou símbolo do Pasquim e demais edições da Codecri.

Hoje faz cinco anos que Ivan Lessa se foi. 

Nenhum comentário: