quarta-feira, 14 de junho de 2017

dois lados da mesma viagem

“O importante não é chegar, mas viajar”
A frase é do personagem Fausto, interpretado por Ênio Gonçalves em Filme Demência, dirigido por Carlos Reichenbach, 1986.
Com roteiro do diretor e do crítico Inácio Araújo, o filme é uma adaptação livre, contemporânea, atualíssima, da obra teatral de Goethe.
Hoje faz cinco anos que Reichenbach, o querido Carlão, viajou para outros cinemas...curiosamente no mesmo 14 de junho, quando chegou a este mundão em 1945.

Nenhum comentário: