domingo, 4 de julho de 2010

bola pra frente

 foto OficinaBlog
 
"A Copa do Mundo se tornou um grande negócio para a Fifa, patrocinadores e investidores. Para o torcedor brasileiro, além da emoção e do prazer de assistir a um Mundial, é uma catarse dos impulsos reprimidos e uma exacerbação de sentimentos ufanistas e nacionalistas. Está certo o Brasil parar por causa de uma disputa esportiva, como se fosse uma luta pela soberania nacional?"

Raciocínio lúcido de Eduardo Gonçalves de Andrade, mais conhecido como Tostão, atacante da seleção brasileira que conquistou o tricampeonato mundial em 1970.

Nenhum comentário: