domingo, 11 de dezembro de 2005

Jarbas Barbosa, produtor



"Acabo de receber uma triste notícia: aos 76 anos de idade, morreu ontem em Recife, de problemas respiratórios causados por um enfizema pulmonar, o produtor Jarbas Barbosa. Paraibano de Campina Grande, Jarbas foi, ao lado de Luiz Carlos Barreto, um dos poucos produtores a participar do surgimento do Cinema Novo brasileiro. Ele começou como câmera nos jornais da tela de Herbert Richers, nos anos 1950, vindo a se tornar um dos produtores mais bem sucedidos daquele período. Jarbas foi responsável pela produção de alguns dos primeiros filmes do Cinema Novo, como "Boca de Ouro" (Nelson Pereira dos Santos), "Ganga Zumba"(Cacá Diegues), "Os Fuzis" (Ruy Guerra) e "Deus e o Diabo na Terra do Sol" (Glauber Rocha). O último filme produzido por ele foi "Xica da Silva", em 1976, depois do qual se retirou do cinema e foi viver em Recife, ao lado de seu filho e de seus netos. Há cerca de dois anos ele começou a preparar sua volta ao cinema, tentando montar a produção de um documentário sobre seu irmão Abelardo Barbosa, o Chacrinha da televisão, mas não chegou a concluir esse projeto. Acho que seu falecimento merece uma referência pública, com todas as nossas devidas e sentidas homenagens."
Cacá Diegues


Uns acréscimos: a pesquisadora Silvia Oroz escreveu um livro sobre a trajetória de Jarbas Barbosa. O cineasta Paulo Caldas e a atriz e diretora Janaína Diniz, fizeram em 1997 um documentário sobre o produtor. E há pouco tempo o Canal Brasil dedicou a ele um programa "Retrato Brasileiro". Barbosa, com certeza, será homenageado no próximo Festival de Recife.

Nenhum comentário: