terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Seu Luiz é pop

foto Arquivo NV
Hoje Luiz Gonzaga faria 99 anos. Os cadernos cês dos jornais estão tecendo homenagens, chamando-o de “pop”. Pop de popular, ou seja lá o que isso signifique, o velho Lua sempre foi um dos meus ídolos. 
Não cresci ouvindo João Gilberto, Chet Baker e Leonard Cohen, santíssima trindade, entre tantas outras, que venero e escuto quase diariamente. Cresci ouvindo Gonzagão, Roberto Carlos, Reginaldo Rossi... e até mesmo antes dos Beatles, as versões enviesadas de Renato e Seus Blues Caps. Eu fui Jovem Guarda: Tropicália depois. Eu ouvia Cego Aderaldo: Robert Johnson, Muddy Waters, John Lee Hooker tiveram que esperar a rabeca terminar o ronco no meu sertão.
Esses músicos igualmente ótimos, a gente conhece depois, quando se sai dos bairros periféricos, vai-se morar num apartamentozinho melhor e passa-se no vestibular. Por um tempo sentia-se vergonha de gostar de baião, cantar “Detalhes” pra amada amante, e de ouvido pegava-se carona no radinho da empregada dizendo pro garçon que “no bar todo mundo é igual”... Eu nunca dei a mínima pra isso, nunca me importei com o que achavam ou perdiam. Assumia meus erros, pecados e vícios.
Uma vez um amigo, nos final dos anos 70, apertou o play do meu toca-fitas CCE e ao ouvir o Rei cantando “Cavalgada” passou o resto da tarde curtindo com a minha cara. Mandei-o embora cantar “Amor de índio”, do Beto Guedes, que ele achava o máximo – e eu também.
Luiz "Lua" Gonzaga sempre foi ídolo a altura de todos outros que hoje são "cult”. A primeira vez que assisti a um show do Gonzagão me emocionei tanto quanto ao ver e ouvir B. B. King. Entre o Rio São Francisco e o Rio Mississipi a distância é a mesma em que navega meu coração.
A benção, seu Luiz!

5 comentários:

Chico Bororo disse...

A bençåo, seu Luiz Lua! Tambem sou da tua laia e pretendo ser da tua luz!!! Nåo sø da luz que Luzia, mas da que agora luz...A luz que mais alumia. Parabéns Nirton voce escreve por nøs e por aqueles que ainda hoje escutam o fole roncar no alto das saudades que o tempo constrøi... Assino o teu texto sem medo de cometer plågios. Tå assinado

Chico Bororo disse...

Tava agora mesmo ouvindo "Så Marica Parteira"...A que ajuda dar a luz!

Jefferson De Albuquerque Junior disse...

porreta nirton, devia vir a festa do centenario...do Crato [e s[o atravessar a Chapada do araripe, fica do outro lado....este ano n]ao fui...tou em Aracaj[u..

Hercilia Callado Lopes disse...

‎...e tinha um cinema na praça que tocava Gonzaga e Marinês prá todo mundo ouvir... Anos 50. Ufa!

Hercilia Callado Lopes disse...

até hoje sei e canto todas.