domingo, 22 de maio de 2011

única

 foto Magnus Filmes
"Bem que quiseram transformá-la em Jeanne Moreau brasileira. Bobagem. Odete Lara é única. Sem comparações. Um mistério que nunca foi desvendado. Uma explosão de femilidade no cinema, um olhar penetrante e uma voz inesquecível. Essa voz, por sinal, garantiu a melhor gravação dos afro-sambas de Baden e Vinicius. A história de Odete Lara sempre vai se confundir com a histórias das artes no Brasil. Pensando bem, Jeanne Moreau é que é a Odete Lara francesa." 

Jornalista Artur Xexéo, no catálogo da mostra de filmes "Odete Lara, atriz de cinema", no CCBB, Brasília.

Na foto,  cena de "Bonitinha, mas ordinária", de J. P. Carvalho, 1963

Um comentário:

Pedro Amaral disse...

Essa semi-nudez não será castigada!