terça-feira, 31 de maio de 2011

filmando o tempo

"As pessoas não sabem esperar. Querem avançar rapidamente, e a globalização, a internet só alimentam esse desejo. Talvez seja o fim de uma era."

A reflexão zen é da cineasta japonesa Naomi Wasake, que tem sua filmografia exibida em mostra retrospectiva no CCBB, Brasília, a partir de hoje, indo, lentamente, até o dia 12 de junho.

Os filmes de Naomi têm traços e influência do cinema de Yasujiro Ozu, o mestre que melhor filmou o cotidiano e o tempo que escorre na respiração das pessoas. 

Felizmente, trabalhos como de Wasake vão na contramão do "videoclipização" desta nova era, dando tempo ao tempo.

Um comentário:

Deborah Dornellas disse...

vontade de ver, Nirton! E tô longe no espaço-tempo...