quinta-feira, 26 de maio de 2011

na Pedra de Turmalina

 foto Arquivo Pessoal
O moço aí da foto é José Ramalho Neto, quando ainda não era Zé Ramalho, aos 15 anos, trigais e juvenis, em João Pessoa, Paraíba. Na época era bandleader dos conjuntos (como se dizia) Os Quatro Loucos e The Gentlemen, tocando em bailes, fazendo covers dos Beatles, Renato e Seus Blues Caps, Roberto Carlos, Bob Dylan...

Admirável Zé Ramalho. Ele que mistura tão bem os ritmos de cantadores, rabequeiros e repentistas com os acordes do rock, que rebuscou a consciência nos lisérgicos anos setenta pisando num chão de giz com goles de chá de zabumba, que mescla em suas letras poéticas elementos da cultura nordestina com símbolos da mitologia grega, misticismo aquariano com devoção a Padim Ciço, ufologia com galope à beira-mar, história da humanidade com poeira da Pedra do Ingá, sertão paraibano que inspirou o clássico primeiro disco, "Paebiru", 1975.

Zé Ramalho, com sua voz única de opus visionário, estará hoje à noite em palco feito Pedra de Turmalina montado na calçada do T-Bone, na 312 Norte, em Brasília. Não é "entrada franca", porque a rua já é zona franca, o acesso é livre. 

Estarei lá, ouvindo e filmando. Avôhai, Zé!

2 comentários:

João Alberto Nogueira Tavares disse...

foto antológica!!!

Eliane Silvestre disse...

que foooooto, Nirton! e como você sintetizou belamente a obra dele! mas...to vendo agora pela manhã....perdi!