sábado, 21 de abril de 2007

olhar neo-realista

foto Cineteca Nazionale di Roma


Um dos momentos mais emocionantes do cinema mundial, a seqüência final do filme "Ladrões de bicicleta" (Ladri di biciclette), de Vittorio De Sica, 1948: na Roma pós-guerra, cansado de procurar por sua bicicleta roubada, o desempregado Ricci (Lamberto Maggiorani) decide furtar outra em frente a um estádio. São 8 minutos de angústia. A câmera ali centralizada na aflição do pai, sob o olhar confuso, triste e complacente do filho Bruno (Enzo Staiola).

Veja.

Nenhum comentário: