sexta-feira, 16 de setembro de 2005

cidadão Wise

Robert Wise durante as filmagens de "O canhoneiro do Yang-Tsé"



Depois da postagem abaixo leio na internet a notícia da morte do cineasta norte-americano Robert Wise. Antes de começar a dirigir, Wise foi técnico de som e montador. Assinou a montagem de dois filmes de Orson Welles, "Cidadão Kane" e "Soberba" (The magnificent Ambersons), 1942. O seu trabalho mais conhecido é o clássico “A noviça rebelde” (The sound of the music), 1965, vencedor de vários Oscars, um sucesso de bilheteria que de certa forma obscureceu suas qualidades como excelente diretor de filmes mais densos como “Punhos de campeão” (The set-up), 1949. Ou até mesmo um outro musical mais significativo no começo dos anos 60, “Amor, sublime amor” (West side story), 1961, ou seguindo noutra direção, um clássico da ficção científica, “O dia em que a terra parou” (The day the earth stood still), 1951, que impressionava pela sugestão dos enquadramentos sem nenhum recurso de efeitos especiais. Um dos meus filmes preferidos, além de “The set-up”, é “O canhoneiro do Yank-Tsé” (The sand pebbes), 1968, com o ótimo Steve McQueen no papel central.
Wise morreu aos 91 anos
.

2 comentários:

Claudio Eugenio Luz disse...

Olá, novamente. Você já assistiu ao filme "Filhas do vento"? Gostaria de ler algum comentário seu sobre o filme.

Nirton Venancio disse...

Ainda não vi "Filhas do vento". Não foi lançado aqui em Brasília.
Com certeza farei um comentário.