terça-feira, 5 de janeiro de 2016

o beijo para sempre

Winona Wyder, depois de enfrentar as mãos de tesoura de Edward, não resiste ao beijo afiado e eterno de Gary Oldman em Drácula de Bram Stoker, de Francis Coppola, 1992.
Em se tratando do grande cineasta, qualquer mínimo gesto é operístico.

Nenhum comentário: