quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Welles apaixonado

Orson Welles nos bastidores do seu filme Falstaff - O toque da meia-noite (Chimes at Midnight), fotografado pelo assistente Jesús Franco.

Com locações na Espanha, e produção envolvendo mais França e Suíça, é um dos filmes mais fascinantes do grande cineasta americano, sempre na contramão das mesmices dos grandes estúdios hollywoodianos.

Filmado em 1965, Falstaff, como o próprio título indica, é baseado em William Shakespeare. O diretor interpreta o bêbado e obeso Sir John Falstaff, amigo do Príncipe Hal, herdeiro do trono da Inglaterra.

O roteiro, na verdade, reúne de forma genial, fragmentos de Henrique IV, Henrique V e As Alegres Senhoras de Windsor, e assim ele recria na tela, no ambiente da idade Média, o mundo e os sentimentos de cobiça, soberba, inveja e traições, e outros pesares e afecções que marcam o ser humano por todos os tempos. 

Com uma decupagem deslumbrante, enquadramentos e angulações pouco vistas, e uma montagem precisa, Falstaf é uma aula de narrativa cinematográfica. 

O filme, premiado em Cannes em 1966, é uma epifania do cineasta às suas paixões: Shakespeare e o cinema.

Nenhum comentário: