segunda-feira, 19 de setembro de 2011

toca Raul!

E vi que deu em nada. O grande Jorge Mautner decepcionou invocando o nosso roqueiro maior Raul Seixas. Cantou, aliás, esforçou-se em cantar três músicas do homenageado e foi frustrante. Constrangedor ver um artista como Mautner errando as letras de "Metamorfose ambulante" e "Mosca na sopa" e desafinando sem alcançar a altura das músicas. Marcelo Nova faria melhor.

A ideia do projeto em homenagear esses anjos "gauches" da nossa música é excelente, mas a curadoria não acertou em algumas escolhas dos artistas convidados para a releitura desses músicos geniais. Semana passada Max de Castro reverenciou seu pai Wilson Simonal, quando o outro filho, Wilson Simoninha, tem muito mais a ver com o swing de samba e soul que o saudoso "rei da pilantragem" fazia.

E nesta semana um dos mais marginalizados e sacaneados compositores da música brasileira, o capixaba Sérgio Sampaio, será homenageado em show pelo baiano Xangai. Por que a escolha?! Porque eles eram compadres quando o cantor morava em Salvador recuperando-se de uma fase braba na vida. Pois é. Musicalmente, não consigo ver relação do violeiro das estampas de Eucalol com a poética e fúria modernista do cantor que queria botar seu bloco na rua. 

Na sequência, até 2 de outubro no CCBB, Chico César homenageia o pessoal e intransferível Torquato Neto, Jads Macalé embarca no vapor barato que fez com Wally Salomão, e Anelis Assumpção pede as benções de seu pai Itamar Assumpção.

2 comentários:

Ana Carla disse...

Vc é a segunda pessoa que conta essa decepção... Pena, viu... Boa semana...

Hercilia Callado Lopes disse...

Então não perdi nada.