domingo, 9 de janeiro de 2011

Seu Ninguém

 
Minha tia-avó sempre dizia, quando não se importava com a opinião dos outros, que "não tinha que dar satisfação a Seu Ninguém..."

Menino curioso, eu queria saber quem era esse senhor. Nunca perguntei, ela nunca me disse. Desconfiava que fosse um velho solitário que passava o dia sentado na calçada do mercado. Ele não tinha casa, não tinha família, não tinha ninguém.

4 comentários:

Deborah Dornellas disse...

Seu Ninguém cismando.

Galba Sandras disse...

Sei não mas eu tem pra mim q esse seu ninguém conhecia avó de todo mundo. É só uma lijeira impressão.

Rosa Amélia Nogueira disse...

taí.. eu tb tinha curiosidade de conhece-lo.. há muito ouço falar dele.

Selma Ginez Albano disse...

Ah..esse seu ninguém pode ter sido o mesmo amigo que te convidou a ter a mesma opinião que sua sábia tia...a ti, no importa tampouco o que dizem las linguas!