sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

foi-se o projeto, ficaram os anéis...

 
Meu amigo João Alberto Lupin, cartunista, artista plástico, mail artist, publicou no Facebook esse cartaz curioso.

Em 1969 o autor do livro "Senhor dos anéis" vendeu os direitos para a produtora United, e foi escolhido Stanley Kubrick para dirigir, com os Beatles no elenco. Imaginem! O George Harrison ia fazer o Gandalf, o Lennon o Gollum, o Paulo seria o Frodo, e Ringo... não lembro agora. Que zorra psicodélia seria, hem?! Mas o Kubrick, que acabara de lançar o futurista "2001 - uma odisséia no espaço", não foi futurista o bastante pra prever a mina de ouro que seria a série de filmes sobre o livro de Tolkien, e disse que aquilo tudo era infilmável, e preferiu se dedicar a uma Inglaterra de futuro indeterminado onde se ambientava o livro de Anthony Burgess, "A clockwork orange", que lhe rendeu o clássico "Laranja mecânica", em 71.

Claro, a tecnologia digital naqueles anos 60 nem existia, e "2001" com certeza seria outro se fosse feito agora, aquele monolito negro seria holográfico, emitira sinais de outras civilizações. O filme talvez não tivesse a mesmo genialidade. Esses efeitos "facilitam" muito, e tudo vira meramente um parque de diversões. Cinema é outra coisa.

Resumo da ópera: o filme com os Beatles nunca foi feito, apesar do cartaz.

2 comentários:

lupin disse...

nirton, é tão saudável essa troca de informações.
por pura curiosidade postei o cartaz e você tinha a história do filme que nunca foi.
enriquecedor.
que venham mais parcerias insólitas entre nós.

Nirton Venancio disse...

Que venham mais "provocações", meu caro, pra gente trocar informações, e ir vivendo...