domingo, 13 de janeiro de 2008

sem roteiro


“Todo mundo acha que faço roteiros de viagens! Sempre brinco que ninguém sabe o que faço. Nem minha mãe nem a mídia nem o próprio cinema sabe para quem eu escrevo”,


A frase é do roteirista brasileiro Di Moretti, autor do ótimo "Cabra cega", dirigido por Toni Venturi.

Se no Brasil ainda estamos na pré-história da afirmação do roteirista como profissional indispensável aos bons produtos audiovisuais, nos EUA a classe não só é consolidada como tem força para fazer barulho.

Insatisfeitos com os ganhos com a reprodução de suas histórias na internet, os 12 mil roteiristas afiliados à WGA (a Associação dos Roteiristas da América) começaram uma greve em 5 de novembro que dura até hoje e não tem data para terminar. O maior estrondo foi sentido esta semana. A cerimônia do Globo de Ouro foi cancelada. Em vez da tradicional prévia do Oscar, haverá apenas anúncio formal dos vencedores.

Nenhum comentário: