terça-feira, 29 de abril de 2008

por trás da máscara

foto The Cinema Source / Divulgação

Meu filho já me pediu para assistir ao "Homem de ferro", que estréia neste fim de semana no Brasil. Não é exatamente o filme que me deixa na expectativa de correr aos cinemas. Mas estarei lá, somando-me ao fascínio do meu pequeno com as aventuras do novo "iron man".

A minha expectativa mesmo é ver Robert Downey Jr., um dos melhores atores da geração de 80 para cá, vestido na armadura do super-herói lançado pela editora e produtora Marvel. O ator conseguiu se livrar de uma barra pesadíssima com drogas e prisões, e por pouco sua carreira (sem trocadilhos...) não foi abaixo. Há uns cinco anos a única chance de se ler alguma coisa sobre Downey Jr. era que estava metido em confusões. Mesmo assim foi escolhido para uma produção caríssima, dessas que Hollywood não quer perder um centavo de dólar.

Com mais de 50 filmes, sua melhor interpretação é, sem dúvida, em "Chaplin", cinebiografia do criador de Carlitos, dirigida em 1992 pelo também ator Richard Attenborough, o mesmo que dez anos antes levou ao cinema a vida de Gandhi. É impressionante a atuação de Robert Downey Jr. como Charles Chaplin, até fisicamente se parece com o grande gênio do cinema quando jovem. Venceu outros pretendentes ao papel, como Al Pacino, Robert De Niro, Dustin Hoffman, e até Billy Cristal. Ainda bem. Imaginem o carismático vagabundo Carlitos com os cacoetes strasbergnianos de De Niro...

O melhor que acho nesse trabalho de Downey Jr. é que ele se destacou pela interpretação perfeita e envolvente, mas não ficou "marcado" pelo personagem, como aconteceu com o próprio Ben Kingsley ao viver o líder pacifista que ajudou na indepedência da Índia. Eu sempre que assisto a um filme com esse ótimo ator inglês lembro-me de imediato de Mahatma Gandhi, embora um papel não invalide o outro.

A SET deste mês traz matéria de capa sobre o filme dirigido por Jon Favreau, e, como é característico da revista, muitas informações sobre os bastidores da produção de "Homem de ferro", uma entrevista com o ator, e um levantamento das publicações em quadrinhos sobre o personagem.

Nenhum comentário: