sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

é preciso inventar de novo o amor

desenho Biagio Di Carlo

Rua Nascimento Silva, cento e sete
você ensinando pra Elizete
as canções de canção do amor demais

Lembra que tempo feliz, ai que saudade,
Ipanema era só felicidade
era como se o amor doesse em paz

Nossa famosa garota nem sabia
a que ponto a cidade turvaria
este Rio de amor que se perdeu

Mesmo a tristeza da gente era mais bela
e além disso se via da janela
um cantinho de céu e o Redentor

É, meu amigo, só resta uma certeza,
é preciso acabar com essa tristeza
é preciso inventar de novo o amor

Carta ao Tom 74 - poema de Vinicius de Moraes, música de Toquinho, 1974

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

rebelde com causa

foto Chris Pizzello / AP Photo

Pouco depois da vitória de Barak Obama um jornalista da revista Rolling Stones perguntou ao ator Sean Penn:

- No momento em que George W. Bush deixa a Casa Branca, você teria algo bom a dizer sobre ele?

Rápido, curto e grosso, o premiado ator do Oscar deste ano, respondeu:

- Não. Penso, sinceramente, que ele deveria passar o resto da vida na prisão.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

idade mídia


"Angélica livra-se dos fios longos demais e ganha ar mais jovial. A moda agora é ter cabelos médios."

"A revista GQ elege o cantor americano Justin Timberlake o homem mais estiloso e cheio de charme dos Estados Unidos."

"Estudo diz que morenas são pacientes e louras sensuais."


E há a gente que leva a sério tanta baboseira dos assuntos "relevantes" e "profundos" que estampam os jornais e a internet nossa de cada dia.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

longe dos shoppings

foto Neysla Rocha/DN

No bairro do Otávio Bonfim, em Fortaleza, a paixão pela sétima arte levou um aposentado cearense a reabrir as portas de um dos cinemas de bairro mais tradicionais da cidade, o Cine Nazaré.

Em 1949, Seu Vavá, como é conhecido no local, tornou-se carregador de filmes do Cine Familiar, que pertencia à Paróquia de Nossa Senhora das Dores. Ficou na empresa até 1968, assumindo outras funções, de revisor até gerente geral.

A paixão do Seu Vavá pelo cinema vem de longe, ainda criança ele assistia aos filmes olhando por baixo da porta. Aos 15 anos, começou a trabalhar em um cinema. Mas o apaixonado pela sétima arte não estava satisfeito. Ele sempre alimentou o sonho de ter seu próprio cinema. E conseguiu. A muito custo, o dono do Cine Nazaré mantém vivo um dos últimos cinemas de rua de Fortaleza.

Conheci o Seu Vavá. Eu, menino fascinado pela magia do cinema, admirava aquele senhor empolgado com os filmes que exibia. Carregava latas de 35mm, fixava os cartazes, as fotos, emocionava-se diante da tela. Era contagiante ver tanta empolgação. Coisa que não se vê na assepsia, impessoalidade e frieza das salas multiplex.

Agora em fevereiro a programação inclui clássicos nacionais como "O cangaceiro", de Lima Barreto e "O ébrio", de Gilda de Abreu, e episódios do seriado americano "A ilha do tesouro".