terça-feira, 5 de novembro de 2013

amizade em celulóide


Galba Sandras é um dos meus melhores amigos. Começamos a fotografar juntos em meados da década de 70, em Fortaleza. Sem muitas condições, dividíamos uma Olympus Trip, e até mesmo uma daquelas Kodac Instamatic Xereta, bem no começo de tudo nas cavernas alencarinas.

Eu fui para o fotojornalismo e o Galba foi para Seattle, EUA, estudar, onde se especializou em fotografia de modas. Deixei a fotografia e fui para o cinema, escrever roteiros e dirigir filmes, que sempre foi o meu foco. Galba morou por mais de vinte anos nos EUA, antes de voltar para Ceará, mas nunca nos separamos. Os amigos se pertencem. Essa imagem fica impressa em celulóide no coração de cada um.

Bom saber que você é bom demais no que faz, Galba. Um abraço, meu caro!